top of page

BBM Logística tem faturamento recorde de R$ 1,6 bilhão

Receita teve um salto de 32% em comparação ao ano de 2020


A BBM Logística, com sede em São José dos Pinhais (PR), anunciou os resultados do quarto trimestre de 2021 e fechamento do ano, com recorde de faturamento e expansão significativa das operações de last mile, alcançando R$ 1,6 bilhão em receita bruta anual, que equivale a um salto de 32% em comparação ao ano anterior. Com isso, a BBM atingiu a maior receita bruta em um quarto trimestre na sua história, somando R$ 423 milhões.


"O cenário econômico foi desafiador, com as restrições impostas pela pandemia a todas as atividades, incluindo o ecossistema de logística, e pressão de custos com alta da inflação, juros elevados e disparada dos preços das commodities, com destaque para o petróleo. Mesmo assim, a BBM conseguiu demonstrar sua resiliência e capacidade de execução", avalia André Prado, CEO da BBM Logística.


O desempenho da companhia ocorreu em todas as operações, com destaque para o segmento TM, principalmente nas operações de e-commerce, transporte internacional e carga geral. Além disso, a empresa continua expandido sua malha e cobertura geográfica no e-commerce e no transporte fracionado, chegando a 4.021 municípios e atendendo a sete países da América do Latina.


Com 35% de crescimento na receita bruta em comparação a 2020, a área de TM (divisão de gestão de transportes com operações asset-light) continua em forte progresso, principalmente nas operações de e-commerce, carga fracionada e internacional, e representou 67% do faturamento da BBM. Por meio da integração das operações de transporte fracionado e e-commerce, a companhia diminuiu os prazos de entrega e aumentou consideravelmente a malha de distribuição para todas as regiões do Brasil e países do Mercosul, com o objetivo de atender a maior demanda por fracionamento de carga. No e-commerce, a BBM Logística registrou novo recorde de volume, com 3,9 milhões de pedidos entregues entre outubro e dezembro e 12 milhões de entregas no acumulado do ano, representando um crescimento de 46% comparando ao ano anterior.


Com relação às principais divisões de negócios, o aumento também foi significativo .A divisão de Contratos Dedicados (DCC), apresentou avanço de 26% na receita bruta em comparação ao ano anterior, e continua com forte desenvolvimento para o ano seguinte criando soluções inovadoras. Os resultados foram positivos em decorrência da expansão de operações de colheita nas regiões Sul e Sudeste no segmento florestal e de uma operação de distribuição de gases do ar na região Nordeste.


Essas iniciativas, associadas a um processo contínuo de rápido crescimento orgânico, também tiveram impacto no Ebitda ajustado, que atingiu R$ 115,3 milhões, em um período de restrições às operações de varejo, devido à pandemia, com fortes aumentos de custos operacionais, principalmente de combustíveis, pneus e peças.


Fonte: AMANHÃ


3 visualizações0 comentário

Comentarios


bottom of page