top of page

EcoNoroeste e Artesp assinam contrato de rodovias em São Paulo

Concessionária do grupo EcoRodovias irá aplicar R$ 13,9 bilhões em obras e serviços operacionais nas regiões de São Carlos, Araraquara, São José do Rio Preto e Barretos


A EcoNoroeste, nova concessão do grupo EcoRodovias, assinou anteontem (12), no Palácio dos Bandeirantes, contrato para administrar 600 quilômetros de rodovias paulistas. A cerimônia contou com a presença do Governador do Estado, Tarcísio de Freitas, do Secretário de Estado de Parcerias em Investimentos, Rafael Benini, e do Diretor Geral da Artesp, Milton Persoli. O trecho concedido compreende cinco rodovias (detalhes abaixo), entre elas a Washington Luís (SP-310), importante corredor logístico para transporte de produtos agropecuários e fertilizantes.

Com a formalização do contrato, a empresa assume o compromisso de operar as rodovias e realizar uma série de investimentos ao longo de 30 anos, gerando empregos e desenvolvimento. A estimativa é que sejam aplicados cerca de R$ 13,9 bilhões, dos quais R$ 10 bilhões serão investidos em obras e R$ 3,9 bilhões em serviços operacionais.

O início da operação da EcoNoroeste será em 1º de maio, nos 442 quilômetros que ficam sob administração da Triângulo do Sol até 30 de abril. Em 2025, a empresa passará a administrar outros 158 quilômetros, hoje sob concessão da Tebe.

Trecho completo formado pelas rodovias em São Paulo

  • SP-310 (Rodovia Washington Luís), entre São Carlos e Mirassol;

  • SP-326 (Rodovia Brigadeiro Faria Lima), entre Bebedouro e Barretos;

  • SP-333 (Rodovia Carlos Tonani, Nemésio Cadetti, Laurentino Mascari e Dr. Mario Gentil), entre Sertãozinho e Borborema;

  • SP-323 (Rodovia José Della Vechia/Orlando Chesini Ometto), entre Pirangi e Catanduva;

  • SP-351 (Rodovia Comendador Pedro Monteleone), entre Bebedouro e Catanduva


Fonte: Frota & CIA

7 visualizações0 comentário
bottom of page