top of page

Emplacamentos de caminhões seguem aquecidos, informa FENABRAVE

Os emplacamentos de ônibus voltam a se aproximar do volume médio do ano após bom resultado em setembro


O segmento de caminhões segue aquecido e com emplacamentos próximos aos registrados nos 10 primeiros meses de 2021. O presidente da Federação Nacional da Distribuição de Veículos Automotores (FENABRAVE), Andreta Jr., destaca que o segmento já superou as 100 mil unidades no ano e levanta a possibilidade de que o resultado de 2021 se repita, conforme as projeções realizadas pela entidade.


Já os emplacamentos de ônibus voltaram a se aproximar do volume médio do ano após bom resultado em setembro. Esse resultado se deve ao programa governamental “Caminho da Escola”. Mesmo assim, de setembro para outubro, houve queda de 24,99%, que, de acordo com Andreta Jr., deve-se a um ajuste de mercado, mas com resultado ainda positivo no ano.


A queda nos emplacamentos de caminhões foi de 4,59% de setembro para outubro; 4,39% na comparação entre outubro de 2021 e 2022; e 2,08% no comparativo do acumulado do ano passado e deste ano (janeiro a outubro). Os percentuais de redução são mínimos.


No caso dos ônibus, a comparação entre outubro de 2021 e 2022 apresentou um aumento de 52,84%. O acumulado de janeiro a outubro, comparando o ano passado e este ano, cresceu 14,98%.


De modo geral, os emplacamentos de todos os segmentos apontaram alta de 3,3% nos 10 primeiros meses do ano. Em outubro, houve queda de 5,5% em relação a setembro e alta de 14,8% sobre outubro de 2021.


“A retração pode ser explicada pelo menor número de dias úteis de outubro (20, ante 21, em setembro). Boa parte dos segmentos teve números similares em relação ao mês anterior nas vendas diárias, o que indica que o movimento de recuperação se mantém”, analisa o Presidente da FENABRAVE.


Fonte: Frota & CIA

1 visualização0 comentário
bottom of page