top of page

JAC lança primeiro caminhão elétrico médio da marca

O lançamento atende a pedidos diretos de clientes identificados com a questão da sustentabilidade


Decorrido pouco menos de um mês desde o lançamento do furgão E-JV 5, a JAC Motors traz mais uma novidade para o mercado brasileiro, que amplia o portfólio da importadora no segmento de veículos elétricos. A novidade desta vez vem batizada de JAC E-JT 12,5, o primeiro caminhão médio 100% elétrico da marca disponível no mercado nacional, com preço inicial fixado em R$ 699 mil.


O lançamento atende a pedidos diretos de clientes identificados com a questão da sustentabilidade e a política de ESG, explica Sergio Habib, presidente do Grupo SHC e da JAC Motors Brasil. “São frotistas que haviam adquirido o modelo iEV1200T de 8,5 toneladas e, satisfeitos com seu rendimento, solicitaram à JAC uma opção de caminhão com PBT maior, afim de cumprir alguns roteiros logísticos que exigiam maior capacidade de carga”.


Terceiro eixo

O executivo relata que o modelo importado da China ganhou um terceiro-eixo no Brasil, que elevou seu PBT para 12,5 toneladas, com carga útl de 12,5t. Equipado com bateria de 107 kWh de capacidade máxima de fosfato de ferro-lítio, o JAC E-JT 12,5 vem com motor elétrico que desenvolve 235 cv de potência e 1.050 Nm de torque máximo, associado a câmbio de duas marchas com acionamento automático.


O veículo conta também com inúmeros recursos tecnológicos, como o controle eletrônico de tração e estabilidade (TCS + ESC), o Auto Hold que auxilia em aclives e declives, freio de estacionamento eletrônico e o assistente de partida em rampa (Hill Assist). Entre os itens de conforto, o JAC E-JT 12,5 conta com ar-condicionado digital, câmera panorâmica 360 graus, sensor de estacionamento traseiro, câmera de ré, DRL (luzes com LED diurno), vidros e trava das portas com acionamento elétrico, além de central multimídia com tela vertical de 12 polegadas.


Custo reduzido

Mais importante de tudo, na visão de Sérgio Habib é o reduzido custo de manutenção, cerca de 50% inferior na comparação com os modelos similares a diesel. E, também, o custo por Km rodado. “ Com carga total de bateria, equivalente a 107 kWh, suficiente para rodar 150 Km, o caminhão vai gastar um total de R$ 69,55, ou R$ 0,46 por km rodado, aos preços atuais. Porém, se fosse um veículo a diesel, a conta saltará para R$ 267,38 ou R$ 1,78 por Km rodado. Isso significa que o modelo da JAC economiza R$ 1,32 por km rodado somente no custo de combustível, na comparação com os concorrentes movidos a diesel”, calcula Habib.


Em relação ao tempo de recarga, o E-JT 12,5 precisará de 13 horas para ter 100% de carga, se ligado a um carregador tipo wallbox (corrente AC), que libera 7 kWh. Ou 55 minutos, se equipado com interface CCS2 para receber carga rápida (corrente DC), de até 100 kWh.


Fonte: Frota & CIA

1 visualização0 comentário
bottom of page