top of page

Licenciamentos avançam no trimestre, mesmo com cenário incerto


Embora tenha apresentado um recuo em fevereiro, os licenciamentos de caminhões mostraram uma evolução de 2,62% no primeiro trimestre do ano em relação à igual período de 2022. Os dados foram divulgados hoje (4/abr) pela Fenabrave, que representa o setor de distribuição de veículos (ver quadro abaixo).


Os emplacamentos no acumulado do ano somaram 27.446 unidades, ante os 26.746 caminhões contabilizados nos três primeiros meses do ano passado. Os chassis de ônibus, por sua vez, acusaram um avanço espetacular, com uma evolução de 74,42% no comparativo dos dois trimestres. Os licenciamentos de plataformas alcançaram a marca de 4.238 unidades, bem acima das 2.288 unidades emplacadas no periodo 3T de 2022.


“Embora os números sejam positivos é preciso considerar que a base de comparação leva em conta um momento de baixo resultado do mercado em 2022”, ressalva Andreta Jr. (foto), presidente da Fenabrave, que vê com apreensão o aumento da inadimplência, os juros elevados e as incertezas econômicas que ainda cercam o momento atual.


Fim dos estoques

Segundo o presidente da Fenabrave, a queda de 7,30% nas vendas de caminhões registrada em março é resultado do fim dos estoques de veículos Euro 5. “O mercado está se ajustando para absorver os veículos novos que atendem à norma P-8 (Euro 6), mas o crédito segue seletivo e as condições de financiamento impactam no desempenho”, analisa.


Com base nesses cenários, a entidade projeta que o mercado de caminhões deve acusar um crescimento zero em 2023, enquanto as vendas de ônibus podem avançar 5%. Na visão de Marcelo Franciulli, diretor Executivo da Fenabrave, esse panorama pode mudar para melhor se confirmadas as boas previsões da safra 2023 e a necessidade de renovação da frota de veículos comerciais. “Também existe, é claro, a perspectiva de que as medidas econômicas do novo governo mostrem bons resultados, o que contribuiria para a reversão das expectativas.


Fonte: Frota & CIA

2 visualizações0 comentário
bottom of page