top of page

Plano do Governo Federal para escoamento da safra é apresentado a representantes da cadeia logística

Deverão ser investidos R$ 2,7 bilhões até o fim do ano em rodovias na região Norte e no corredor Sul- Sudeste


Um total de 39 ações nos principais corredores logísticos de exportações do país para facilitar o escoamento da safra agrícola de 2022/2023 foram apresentadas pelo ministro dos Transportes, Renan Filho, na quarta-feira,7, aos participantes da 87ª reunião ordinária da Câmara Temática de Infraestrutura e Logística (Ctlog), em Brasília (DF).


O fórum, que reúne representantes de 63 órgãos e entidades do país ligados a setores como agricultura, pecuária e transportes, tomou conhecimento das medidas que integram o plano como entregas e retomada de obras, licitações, assinatura de ordens de serviço e dos trabalhos de manutenção nas principais rotas rodoviárias. Todas as ações fazem parte do eixo 3 do Plano de 100 Dias, lançado pelo Governo Federal, por meio do Ministério dos Transportes, em 18 de janeiro. “Nós vamos investir R$ 2,7 bilhões até o fim deste ano em melhorias das nossas rodovias no Arco Norte e no Corredor Sul-Sudeste. Apenas no estado do Mato Grosso, vamos aplicar R$ 500 milhões neste ano na recuperação de rodovias”, anunciou o ministro, citando o estado que possui a maior produção de grãos do Brasil.


Conforme Renan, a estratégia federal tem o objetivo de melhorar a qualidade das estradas que ligam o produtor brasileiro aos principais terminais de exportação. Assim, até abril, são prioridade intervenções nas estradas do Arco Norte — em especial as que dão acesso aos portos de Santarém (PA), Vila do Conde (PA) e Itaqui (MA) — e do Corredor Sul-Sudeste — que seguem até os de Santos (SP) e Vitória (ES).

Plano Safra – O escoamento da safra 2022/2023 deve ter seu fluxo intensificado nas rodovias federais a partir da segunda quinzena de fevereiro, atingindo o pico entre março e abril. A expectativa é de que 141 milhões de toneladas de produtos sejam destinadas ao comércio exterior neste ano. Esse volume corresponde a 48% das exportações e é capaz de alimentar até 800 milhões de pessoas, ou 10% da população mundial.

“O Plano Safra deste ano representou um grande momento para a infraestrutura brasileira. Já no mês de janeiro, foram destinados recursos para a manutenção da nossa malha rodoviária e nós conseguimos, imediatamente, fazer melhorias nas nossas rodovias, algo que não acontecia nos últimos 10 anos”, comentou o ministro da Agricultura e Pecuária, Carlos Fávaro.


Fonte: Frota & CIA

3 visualizações0 comentário
bottom of page