top of page

Transportadora compensa carbono com plantio de árvores

Foram comprados mais de mil tokens que retiram mais de uma tonelada carbono da atmosfera e ainda se transformam em criptoativos


A Lenarge – transportadora especializada em granéis sólidos – com novas estratégias para se adequar as melhores práticas ESG e compensação de carbono realizou a compra de mil árvores da Abundance Brasil – climate tech que transforma o plantio de árvores em tokens que podem ser negociados como ativos.


Ná prática, além do processo de restauração ambiental proporcionado pela compra das árvores, a transportadora agora possui também, ativos digitais.


De acordo com um estudo realizado pela CNI – Confederação Nacional da Indutria, 85% dos empresários ligados ao órgão já assumiram compromissos de trabalhar com ações de melhores práticas ESG.


Além disso, o mesmo levantamento mostrou que nove a cada dez empresários consideram o tema importante para o desenvolvimento dos negócios, especialmente no que diz respeito a cadeia produtiva das grandes empresas, na maioria clientes, que já exigem ações ligadas ao ESG para fechar contrato com fornecedores.


“Estamos comprometidos com as melhores práticas ESG na Lenarge. Estruturamos ações voltadas para governança, sociedade e principalmente sustentabilidade. A Abundance faz parte desse novo momento e permite que a gente faça a compensação de carbono por meio de cripativos e ainda tenha visibilidade de como estamos evoluindo no ESG com um relatório personalizado”, afirma Márcio Moraes, presidente do Grupo do Lenarge.


Tokenização das árvores

Nesse contexto, a Abundance Brasil é parceira das empresas que precisam alavancar suas práticas ESG por meio de relatório e ações voltadas para o meio ambiente. A tokenização das árvores viabiliza o plantio de árvores, serão 1 bilhão até 2030, e garante que a medida que a flora se desenvolve, o sequestro do carbono feito se transforme em ativos digitais por meio de blockchain.


“A Abundace é a parceria da jornada ESG das empresas de todos os tamanhos. Com o processo de tokenização de árvores, inédito no Brasil, queremos que o processo de reflorestamento esteja presente na vida das pessoas e empresas com viés de educação ambiental e também como ativo financeiro”, afirma Pedro Miranda, CEO e cofundador da Abundance Brasil.


Nos próximos anos, a Lenarge espera ter retorno financeiro obtido por meio da venda dos tokens e também do desenvolvimento de parcerias que dependem das melhores práticas desenvolvidas pela marca e lastreadas pela Abundance.


Fonte: Frota & CIA

1 visualização0 comentário
bottom of page