top of page

Emplacamento de caminhões cresce 5,27% em junho

Dados da Fenabrave aponta recuperação no setor em relação ao mês anterior


O emplacamento de caminhões apresentou uma alta no mês de junho segundo relatório da FENABRAVE (Federação Nacional da Distribuição de Veículos Automotores). O crescimento foi de 5,27% em relação ao mês de maio.


Porém a comparação com o mesmo período do mês anterior é ruim, já que apresenta uma queda de 2,10%. Assim como o acumulado de 2022, que teve um recuo de 1,22% em relação à 2021.


Segundo o Presidente da FENABRAVE, Andreta Jr., o segmento já começa a operar de forma equilibrada, apesar da falta de peças para alguns modelos. “No início do ano, havia muitas entregas represadas, com espera que chegava a 180 dias. Este problema foi contornado e o segmento conseguiu se estabilizar”.


De um modo geral, o emplacamento em junho teve queda de 6,64%. Entretanto, a Federação destacou o fato do mês ter um dia útil a menos. Isso significa uma mudança de 5% em média. Logo, o cenário foi considerado estável.


EXPECTATIVA SEGUE NO SEGUNDO SEMESTRE

As perspectivas, para o ano, foram revisadas pela FENABRAVE, que prevê um aumento de 5,5% para todo o Setor no geral.


No segmento de caminhões, a FENABRAVE projeta igualar os resultados deste ano aos obtidos em 2021. Contra uma estimativa inicial de aumento de 7,3%, o segmento ainda sofre com o abastecimento de peças e componentes.


Porém, se a indústria conseguir atender, parcialmente, à demanda do mercado, o segmento poderá se equilibrar, sem perdas. Porque a expectativa é que aconteça a antecipação das compras dos modelos EURO 6, que entrarão em vigor a partir de 2023.


Fonte: Frota & CIA

2 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo
bottom of page