top of page

67% dos consumidores do e-commerce sofrem com problemas na entrega

O estudo anual do Grupo Descartes Systems também revelou que os três principais problemas de entrega estão relacionadas à pontualidade


O segundo estudo anual de opinião do consumidor sobre entrega em domicílio via e-commerce do Grupo Descartes Systems revelou que 67% dos consumidores ainda sofrem com falhas nos recebimentos de suas encomendas.


De acordo com a pesquisa, houve uma melhoria de 6% no desempenho da entrega em relação ao estudo de 2022. E, ainda, 68% das pessoas afetadas por problemas nas entregas tomaram medidas que se traduziu em consequências negativas para o varejista ou empresa de entrega. Para o vice-presidente executivo de indústria e serviços da Descartes, Chris Jones, o resultado indica que “o período de carência da pandemia acabou e os consumidores estão se tornando intolerantes com a má entrega desempenho”.


As principais descobertas adicionais incluem:


Os três principais problemas de entrega estão todos relacionados à pontualidade;

A segurança é o elemento mais importante do processo de entrega em domicílio; e

A preferência pela entrega de baixo custo é duas vezes mais importante que a velocidade de entrega.

O estudo


O estudo anual analisa o comportamento de compra do consumidor via e-commerce. Ele investiga as causas de aumentos ou reduções nas compras de comércio eletrônico, os tipos de mercadorias compradas, a frequência e quais aquisições estão sendo entregues. Além disso, fornece informações sobre personas de entrega de clientes, serviços, cobranças e desempenho.


A pesquisa contou com mais de 8.000 consumidores em dez países europeus e norte-americanos e fornece aos varejistas e organizações de logística informações críticas sobre as preferências e preocupações de compra e entrega do consumidor.


Fonte: Frota & CIA

1 visualização0 comentário
bottom of page