top of page

Cerca de 75% dos profissionais esperam investir em tecnologias em 2024

Dados foram apresentados em pesquisa realizada pela Trimble com mais de 350 respondentes da área; informações foram levantadas entre outubro e dezembro de 2023


Profissionais entendem a tecnologia como um diferencial competitivo para a empresa (Foto: Shutterstock)


Pesquisa exclusiva realizada pela Trimble revelou que 74,8% dos profissionais de gestão de frota e logística esperam investir em tecnologias para gestão de frotas e logística em 2024. Segundo o levantamento, em 2022 os dados do benchmarking mostraram que 39,41% dos profissionais não tinham investimento previsto para a área de gestão de frotas e logística.

Fatores como o aumento do preço do diesel e incertezas perante a pandemia impactavam neste cenário de perspectivas de investimentos.


A pesquisa foi realizada entre outubro e dezembro de 2023 com mais de 350 profissionais da área de gestão de frota e logística. Dos respondentes, 42,09% trabalham diretamente na área de “Frota e Transporte” e “Logística e Supply Chain”.


Os cargos ocupados pelos profissionais envolvem funções de supervisão/coordenação e gerência, que somados representaram 44,92% dos participantes da pesquisa.

As três prioridades apontadas pelos profissionais em 2024 são segurança, disponibilidade de frota e capacitação de motoristas. A tecnologia para gestão de frotas e logística é percebida como um diferencial competitivo para as operações.


Segundo a pesquisa, as metas para o ano incluem inovações e processos para otimizar fluxos e integrar a gestão de frotas, eficiência e produtividade focados na otimização de custos e manutenções, capacitação e desenvolvimento de pessoas para reduzir acidentes e sustentabilidade para redução da emissão de CO2 e buscar a renovação da frota com veículos mais novos e iniciativas vinculadas aos veículos elétricos.


TECNOLOGIA


Telemetria e rastreamento lideram as tecnologias embarcadas e estão presente em mais de 70% das operações dos profissionais entrevistados. Já as tecnologias de videomonitoramento e identificação, como RFID, têm menor participação no portfólio. As plataformas mais utilizadas estão em sinergia com as tecnologias embarcadas mais utilizadas e permitem extrair maior valor das tecnologias contratadas, elevando a eficiência e segurança das operações.


“Essas soluções passam por evoluções e têm potencial de participar ainda mais dos processos de gestão. Por exemplo, quando telemetria avançada, videomonitoramento e sensor de fadiga contam com recursos de inteligência artificial que unificam os dados, é possível obter sugestões automáticas, precisão dos indicadores e agilidade na gestão de segurança da frota”, apontou a pesquisa.


Confira o ranking com as 10 principais tecnologias embarcadas utilizadas na gestão de frotas e as 10 principais plataformas utilizadas para gestão de frotas:


10 principais tecnologias embarcadas (esquerda) e 10 principais plataformas (direita) (Arte: Trimble)



De acordo com Rony Neri, gerente Geral da Trimble Transportation Latam, a Inteligência Artificial já está moldando o futuro da logística e do transporte. “As empresas já estão aderindo e fazendo uso de Inteligência Artificial. Quando ela usa um sistema de tecnologia de telemetria inteligente, ela está usando a Inteligência Artificial, quando ela usa sensor de fadiga tem Inteligência Artificial reconhecendo padrões de imagem em tempo real. Então, essa mudança já está acontecendo, foi uma adoção mais natural dentro da cadeia e vemos esse movimento acelerando. Cada vez mais empresas estão investindo e Inteligência Artificial dentro do transporte porque gera muitos dados e para conseguir interpretar e reconhecer esses padrões precisa ter uma ferramenta realmente de grande poder”, explicou.


Os profissionais da área de gestão de frotas e logística entendem a tecnologia como um diferencial competitivo para a empresa (41,5%). Cerca de um quarto dos respondentes (26,3%) percebem que suas empresas estão à frente das demais quanto o assunto é implementar essas tecnologias para gestão de frotas.


DESAFIOS E PRIORIDADES

De acordo com a pesquisa, se por um lado, as áreas de Gestão de Frotas e Logística vêm ganhando espaço, por outro lado, há desafios que ainda persistem e são importantes fatores para apoiar a competitividade das empresas do setor.

Os três principais desafios destacados pelos profissionais foram: custo de combustível (53,1%), mão de obra qualificada (51,4%) e adequação de soluções tecnológicas (33,6%).

No entanto, os profissionais entendem que as tecnologias para gestão de frotas e logística são relevantes para apoiar redução e otimização de custos, zerar acidentes, e viabilizar práticas de gestão que combinem a tomada de decisão baseada em dados com o uso de IA.


As expectativas de investimentos que combinam recursos, tecnologias e pessoas - renovação e aumento de frota (61%), tecnologias e softwares (57,6%) e treinamento e capacitações (54,2%). Além disso, as ferramentas citadas como prioritárias foram: gestão de combustível, CCO ou torre de controle, gestão de manutenção, telemetria avançada e conectividade.


6 visualizações0 comentário

Comments


bottom of page